quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Vitórias e derrotas no horizonte


À medida em que as eleições do segundo turno se aproximam, aumenta a angústia por saber das pesquisas e tendências. Não tenho nenhum número que eu possa revelar, mas posso antecipar tendências. E as tendências são estas:
Em Canoas, Jairo Jorge vai vencer. Nem mesmo o estranho acidente que Jurandir teve semana passada e a tentativa de retirar a campanha do terreno da política e colocar no terreno emocional funcionaram. Quando isso aconteceu, Jurandir já tinha perdido a credibilidade. Posar de vítima e teatralizar a reta final (sendo atendido no Pronto Socorro Municipal, andando de cadeira de rodas etc) pode ter protegido Jurandir de ir mal nos debates mas não lhe garantiu uma virada.
Em Porto Alegre, Fogaça vai vencer. Fogaça mostrou ser, apesar de lento e sem sal, um adversário extremamente difícil de derrubar no ringue do segundo turno. Rosário melhorou muito depois que trocou a equipe de marketing, mas já era tarde.
Em Pelotas, qualquer coisa pode acontecer. Pelotas é uma cidade de movimentos bruscos na boca da urna. Marroni pode vencer. Torço por ele. Mas Fetter ganhou musculatura e também pode ganhar no domingo.

2 comentários:

Adriano Floriani disse...

Paulo Cezar, muito boa a iniciativa do blog. Os textos são agradáveis de ler, tem informação e análise. Vou virar leitor. Abraço.

Anônimo disse...

Ah, o debate em Pelotas foi muito bom, Marroni se mostrou preparado e denúnciou que Fetter está sendo processado e pode perder o mandato. Ainda provou que a Prefeitura está no Cadin (tem que foi o centro da campanha). A eleição de Pelotas promete!